R1 Soluções Audiovisuais

Como aplicar a realidade virtual em um evento médico?

avatar

Postado por Paulo Amorim - 28 Junho, 2018

Como aplicar a realidade virtual em um evento médico?

A realidade virtual está cada vez mais popular entre as pessoas com o surgimento de óculos por empresas populares como a Samsung. Diferente da realidade aumentada, que permite a interação do universo real e digitação, a virtual possibilita apenas a imersão do ser humano no mundo virtual por meio de ferramentas computacionais.

De forma simples, a realidade virtual é uma tecnologia de interface capaz de enganar os sentidos de um usuário, através de um ambiente virtual criado a partir de um sistema computacional. Ele induz efeitos visuais, sonoros e até táteis em um ambiente simulado. Muito comum no universo dos games, a realidade virtual tem se tornado um grande aliado no campo profissional, principalmente no nicho da medicina.

Por sua capacidade de permitir trazer o mundo digital para o real de forma única, a realidade virtual pode oferecer uma experiência única e memorável. Além, claro, de extremamente lúdica. Na Medicina, ela avança consideravelmente no tratamento à pacientes, na educação e em simulações e treinamentos.

Como a realidade virtual está sendo usada na Medicina?

Por possibilidade a criação de uma realidade paralela, esses aparelhos e plataformas virtuais permitem a prática e o aprofundamento ainda maior no campo médico. Afinal, quando se cria um cenário virtualmente, você pode trabalhar qualquer caso, dentro de quaisquer circunstâncias.

No campo técnico, aparelhos médicos já foram criados a partir de sistemas de realidade virtual, como é o caso do VeinViewer, sistema que permite visualizar o sistema venoso do paciente para a coleta de exames e aplicação de medicação. Enquanto um equipamento emite raios infravermelhos que captam a temperatura corporal, o médico ou enfermeiro consegue visualizar claramente onde cada veia do paciente está localizada, já que elas possuem uma temperatura mais elevada que os tecidos ao seu redor.

Já na parte acadêmica, sistemas permitem a criação de modelos em 3D dos mais diferentes órgãos, como coração, fígado e pulmão. Além de vê-los sob todas as perspectivas possíveis, o profissional ainda consegue manusear o órgão como lhe convém, garantindo um aprendizado mais dinâmico e realista.

Como usar a realidade virtual em um evento médico?

De forma geral, eventos médicos acontecem com a intenção de atualizar e aprimorar conhecimentos dos profissionais da área. Tratando de assuntos específicos, eles são feitos para abordar intensamente um tema, a fim de gerar um debate em cima dele. Já pensou, em uma apresentação sobre cardiopatias, ter uma representação em 3D de como o coração fica com cada tipo de problema e o resultado final após uma determinada cirurgia? Ou, então, qual seria a abordagem correta para extrair um tumor no cérebro podendo visualizar os melhores ângulos de incisão?

Em abril de 2016, aconteceu a primeira transmissão de uma cirurgia usando o recurso da realidade virtual. Com isso, todos puderam estar dentro do centro cirúrgico através de duas câmeras de 360º posicionadas no local. Criar a experiência de uma cirurgia real, mesmo que gravada previamente, pode elevar o nível do seu evento, oferecendo uma proposta totalmente inovadora e muito mais educativa aos participantes do evento.

Assim, as inúmeras possibilidades da realidade virtual também permitem diferentes tipos de experiências dentro de um evento médico. Sua característica realista otimiza a experiência do participante do evento e amplia a qualidade do resultado obtido.

 

Baixe nosso e-book

Posts recentes

Faça diferente nesse Natal!

Leia mais

Ganhamos o Prêmio Caio 2019 em duas categorias

Leia mais

O Grupo R1 e RLA assinam acordo estratégico

Leia mais